Carro Online
Acesso VIP:
Email:
Senha:
Busca:

Opinião

26/01/2009 09:32:00

Logística: importância vital no cenário atual e as novas tecnologias GIS

Por Laiza Meira de Borba

Laiza Meira de Borba é coordenadora de Logística da Imagem

Mais

  • Fotos
  • Enviar por Email

As novas exigências para a atividade logística e principalmente do Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos no Brasil e no mundo passam pelo maior controle e identificação de oportunidades de redução de custos, redução nos prazos de entrega e aumento da qualidade no cumprimento do prazo, disponibilidade constante dos produtos, programação das entregas, facilidade na gestão dos pedidos e flexibilização da fabricação, análises de longo prazo com incrementos em inovação tecnológica, novas metodologias de custeio, novas ferramentas para redefinição de processos e adequação dos negócios para obter um nível de excelência no atendimento ao cliente, levando em consideração todas as questões ambientais, que hoje são fatores de peso em muitas negociações.

Utilizada em mais de 50 países, a tecnologia GIS pode fornecer soluções precisas e com boa relação custo/benefício para uma crescente gama de aplicações, entre elas: planejamento de transporte e logística e serviços de emergência e de expedição, que consiste na utilização de ferramentas avançadas de GIS em conjunto com dados de infra-estrutura e procedimentos consolidados que visam agregar valor ao negócio do cliente através de inteligência geográfica nos seus processos de negócio.

Devido a importância que os dados espaciais ocupam na atividade logística, os GIS possibilitam inúmeras aplicações. A partir da utilização de dados georeferenciados, pode-se executar diversas análises nas seguintes áreas:

• Apoio ao Marketing - Nesta área o uso de GIS auxilia na identificação do potencial de vendas das diferentes regiões. Isto fornece informação para eventuais promoções em pontos menos nobres. Além disso, pode ser realizada segmentação de mercado, pois se existirem dados disponíveis dos clientes com suas respectivas necessidades (obtidas através de pesquisas), pode-se estabelecer padrões de serviço diferenciados. A visão espacial ajuda muito neste aspecto.

• Geografia de mercado - localização de pontos comerciais - Na atualidade, a tecnologia GIS é amplamente utilizada na geografia de mercado, que tem no estudo de localização de pontos comerciais a principal vertente. Esta abordagem possui um escopo diferenciado do estudo de localização de fábricas e CDs. Na localização de fábricas e CDs os custos com transportes e armazenagem têm um impacto muito grande. Já na definição do melhor ponto comercial, questões como mão da via, sinais de trânsito e outros aspectos mais urbanos são ressaltados.

• Localização de fábricas e CDs / Roteamento - Neste tipo de estudo, os GIS são utilizados como interface. A solução destes problemas são obtidas através de algoritmos baseados em programação matemática. Porém, a importância que a representação visual tem no sentido de facilitar o entendimento de não especialistas é muito grande, como pode ser visto na figura, que apresenta o resultado de um estudo de localização, que determina o número de fábricas de uma empresa de bebidas, bem como aloca estas fábricas aos distribuidores. Além disso, a ferramenta GIS possibilita identificar problemas na resposta do modelo.

• Análises de sistemas logísticos e o uso de SDSS - É importante existir controle em sistemas logísticos já implementados. Isto pode ser obtido através de GIS. Para distribuidores, por exemplo, pode-se identificar várias anomalias, tais como: desbalanceamento das regiões de entrega, fluxos inadequados, má formação na consolidação, entre outras.

O uso de Spatial Decision Support Systems (SDSS) tem aumentado significativamente na logística. Estes sistemas podem ser definidos como de apoio à decisão utilizando dados espaciais e são caracterizados pela conjunção de sistemas especialistas com ferramentas GIS. Os softwares de localização e de roteamento estão dentro desta classe. Além destes, podem ser incluídos modelos de alocação, previsão de vendas, controle de frota e etc.

O que podemos perceber como novas tendências no uso de GIS na logística relaciona-se ao desenvolvimento de produtos que compartilham a tecnologia GIS com bases de dados específicas, o uso da internet para veicular mapas e disponibilizar informações para os clientes on-line e a intensificação no uso de SDSS nas empresas.

O desenvolvimento de novos produtos visam facilitar a utilização de recursos GIS na solução de vários problemas. Estes produtos são baratos e de fácil acesso, e em geral disponibilizam um desktop mapping juntamente com uma base de dados específica. O uso da internet para veicular mapas já é bastante comum nos EUA. Esta opção é adotada porque tem um custo baixo e possibilita atender o cliente de forma diferenciada.

Por fim, está sendo esperado um aumento significativo na utilização de SDSS nas empresas. Isto é justificado pelo aumento do número de variáveis, principalmente geográficas, consideradas nas análises. Com isso, as decisões ficam cada vez mais complexas e a necessidade do uso de tal ferramenta torna-se fundamental para a competitividade da empresa. Algumas organizações já estão adotando os SDSS na formulação do planejamento estratégico.

Fernando Fischer

Imagens Thais Ferrite

Interação

Comentários

Douglas , em 30/11/2009 - 14:31

Fez algumas citações e não citou o autor. Isso é plágio e crime.